Please enable JavaScript to view the comments powered by Disqus.

Deatec incentiva empresas startups

Notícia
19/09/2016 16:20
Deatec, deatec@deatec.org.br

Muito se tem ouvido falar em empresas startups. Mas o que realmente significa esse termo? O conceito de startup é de uma empresa nova, ainda em fase de constituição, que possui projetos inovadores, geralmente ligados à área de tecnologia. As startups surgem com uma ideia com baixos custos iniciais e possuem uma expectativa de crescimento muito grande quando dão certo. As ideias que levam à constituição de startups costumam surgir dentro das universidades e são estimuladas por incubadoras tecnológicas.

Um exemplo é a PackID Soluções em Tecnologia, uma startup de tecnologia voltada para soluções para embalagens e equipamentos inteligentes. Conforme os sócios Caroline Dallacorte eThales Akimoto, a startup surgiu após a aprovação de um projeto de embalagem inteligente no programa Sinapse da Inovação. “O projeto foi desenvolvido baseado em uma necessidade da indústria de alimentos brasileira e quando foi contemplado pelo Sinapse, iniciou seu negócio”, relatam.

A PackID abrange o mercado de alimentos, especialmente alimentos resfriados e congelados, e atualmente está na fase de protótipo experimental. Alguns testes de validação da solução no mercado foram feitos, em parceria com a Aurora Alimentos e o Superalfa.

Além do Sinapse, a startup, incubada pela Incubadora Tecnológica da Unochapecó (Inctech), também foi uma das selecionadas para participar do AdMaCom (Advanced Materials Competition), programa de aceleração organizado pela rede internacional INAM (Innovation Network Advanced Materials). “A aprovação no programa de aceleração alemã Advanced Materials Competition foi muito importante, pois conhecer novas tecnologias e negócios em um dos países mais tecnológicos do mundo proporciona grandes oportunidades para nossa startup. Além disso, o networking com grandes empresas é fundamental para tornar nosso produto conhecido”, realçam os sócios.

Caroline e Thales viajaram para Berlim, Alemanha, onde estão participando do programa, que éconstituído por workshops e mentorias em materiais avançados, focando em tecnologia, na parte comercial e de negócios. “Tivemos a oportunidade de conhecer a estrutura da universidade mais antiga da Alemanha e conversar com professores experts em tecnologia e novos materiais. Basicamente, o programa oferece a oportunidade de transformar o seu protótipo em um produto para venda. Após o programa, a startup tem a intenção de continuar a melhorar o seu produto, buscar sempre a melhor solução para o cliente e estabelecer parcerias promissoras. Além disso, oportunidades de negócios e relações com empresas já surgiram neste período na Alemanha, portanto, a empresa está em negociação com futuros clientes”, contam os sócios da PackID.

INCENTIVO

A Associação Polo Tecnológico do Oeste Catarinense (Deatec), com objetivo de trazer ideias novas para a entidade e contribuir no desenvolvimento de startups, abriu um novo plano de associados: uma categoria exclusiva para as startups. No primeiro ano a mensalidade para a startup associada será de R$ 20,00, no segundo ano de R$ 30,00 e, a partir do terceiro ano, a intenção é que ela consiga se associar como micro empresa.

Uma startup que está se associando é a Lembox Social Souvenirs. A empresa nasceu para unir artesãos locais ao público consumidor por meio de máquinas de venda automática. O gestor executivo e co-fundador, Willian Suzin, apresentou a ideia na Maratona de Negócios Sociais, em Florianópolis, ficando em segundo lugar. Depois de um longo período arquivado, o projeto saiu do papel com o auxílio dos investidores chapecoenses Mauricio de Oliveira e Sindhy Longo.

A empresa comercializa artesanato em máquinas de venda automáticas. Por ser uma capital de turismo, a primeira foi instalada no aeroporto de Florianópolis. “Atualmente estamos comprando máquinas prontas, adaptadas para a empresa, e o software, que é brasileiro. Mas pretendemos desenvolver uma tecnologia própria, tanto de hardware como de software. A Deatec pode nos apoiar nisso, além de ser importante para o networking, acesso ao crédito e incentivos governamentais. Estar associado nos fortalece e nos mantêm ativos socialmente”, expõe Suzin.

“A Deatec incentiva a inovação e o desenvolvimento de novas empresas. Por isso, buscamos aproximar as startups da Associação. Esses empreendedores podem servir de exemplos de sucesso e inspiração e a Deatec pode contribuir ao promover atividades de qualificação profissional”, explana o presidente da entidade, César Bortolini.

Mais informações na Deatec, pelo e-mail deatec@deatec.org.br ou pelo telefone (49) 3324-4342.